• 24/11/2014 09:37

    Data: 26/08/2013 09:15 - Por: da Redação

    Imprimir

    Morre Gilmar dos Santos Neves, ex-goleiro do Santos e da Seleção

    O ex-lateral do São Paulo, que atuou no clube do Morumbi nas décadas de 50 e 60, sofria de Mal de Parkinson.

    Morre Gilmar dos Santos Neves, ex-goleiro do Santos e da Seleção

    Pela Seleção disputou as Copas do Mundo de 1958, 1962 (campeão em ambas) e 1966.

    Internado no Hospital Sírio-Libanês após sofrer um infarto no início do mês, o bicampeão mundial Gilmar dos Santos Neves faleceu neste domingo. O ex-goleiro vivia complicações de um acidente vascular cerebral (AVC) sofrido em 2000 e teve o estado de saúde agravado por uma infecção sistêmica.

    A situação agravou o estado de saúde do campeão das Copas do Mundo de 1958 e 1962, que também sofria de insuficiência cardíaca. No início da tarde deste domingo, o Sírio-Libanês divulgou mais um boletim médico informando que estado seguia grave.

    Gilmar nasceu em Santos e começou a carreira no Jabaquara. No velho “Jabuca” foi envolvido em troca com o Corinthians, onde conquistou três estaduais e um Torneio Rio-São Paulo. Em 1962 foi para o Santos, time em que faturou duas Libertadores, dois Mundiais de Clubes e cinco taças do Campeonato Brasileiro. Pela Seleção disputou as Copas do Mundo de 1958, 1962 (campeão em ambas) e 1966.

    Brasil também perde ex-lateral Nilton De Sordi

    Campeão da Copa do Mundo de 1958 com a Seleção Brasileira, o ex-jogador Nílton De Sordi, faleceu neste sábado, aos 82 anos, em Bandeirantes, interior do Paraná, em decorrência de falência múltipla dos órgãos. O ex-lateral do São Paulo, que atuou no clube do Morumbi nas décadas de 50 e 60, sofria de Mal de Parkinson.

    Revelado pelo XV de Piracicaba, De Sordi se destacou no interior e logo foi contratado pelo São Paulo em 1952. Campeão paulista em 1953 e 1957, o lateral defendeu a equipe do Morumbi em 536 partidas, até 16 de julho de 1965. Apesar de nunca ter marcado um gol com a camisa tricolor, se tornou um dos ídolos da história do clube.

    Convocado para disputar a Copa do Mundo de 1958, na Suécia, De Sordi foi titular de todos os jogos da Seleção Brasileira até a decisão, quando foi barrado pelo departamento médico. Na ocasião, Djalma Santos assumiu o posto na lateral direita e se tornou o melhor jogador do Mundial com apenas uma exibição: a vitória por 5 a 2 sobre os donos da casa.

    Apesar da baixa estatura, o jogador se destacava pelo poder de marcação na defesa. Já no fim da carreia, jogou também no União Bandeirante-PR, onde se aposentou em 1966. No mesmo ano, foi chamado para ser técnico da equipe paranaense.O campeão mundial de 1958 deixa sua esposa Celina, quatro filhos, netos e bisnetos.

    • Morre Gilmar dos Santos Neves, ex-goleiro do Santos e da Seleção

    Deixe seu comentário...

    Atenção caros internautas: recomenda-se critérios nas postagens de comentários abaixo, uma vez que seu autor poderá ser responsabilizado judicialmente caso denigra a imagem de terceiros, o aviso serve em especial aos que utilizam ferramentas de postagens oclusas ou falsas, pois podem ser facilmente identificadas pelo rastreamento do IP da maquina de origem, como já ocorreu.

    Fones para contato: (69) 3521 4973 | 9256 3747 Email: atendimento@jaruonline.com.br